Mate, Permacultura, Reflorestação

Jardim/ Horto Florestal de Mate

A Yerba Mate e a Erva Mate provém principalmente da monocultura, e atravéz dos Projetos da Meta Mate e agora Associação Mate esforçamo-nos por produzir o Mate de maior qualidade e da forma mais sustentável. Em oposição à reflorestação por via da monocultura, o Meta Mate tém um projeto piloto de plantar Mate atravês da permacultura. Estamos orgulhosos de ter o Club Mate e o seu apoio para nos nosso esforços de reflorestação. Em Março de 2014, graças ao Brauerei Loscher GmbH & Co. KG, tivemos oportunidade de viajar até ao Brasil e estabelecer contato com instituições locais e recolher sementes de Mate provenientes de árvores cuidadosamente selecionadas.

Isto é um dos primeiros passos de um projeto iniciado em 2011, em parceria com o departamento de Técnologia e Ciência Alimentar de Beuth Hochschule für Technik Berlin, onde acompanhamos um projeto de investigação para um estudo de mestrado intitulado, Establishing Brasilian Mate products in the German Market – The chemical and sensoric properties.

Este estudo foi possível atravês do apoio Transfer BONUS der TCC (Technologie Coaching Center) do IHK Berlin. Adequirimos bastante conhecimento atravês do projeto relativo a diferentes mates e tivemos a oportunidade de experienciar um sabor mais suave e uma capacidade anti-oxidante mais elevada do mate selvagem.

Em 2012, tivemos as nossas primeiras tentativas de colonagem dessa espécie e ,em 2013, juntamente com Hochschule für nachhaltige Entwicklung Eberswalde e investigadores no Brasil, fomos capazes de criar um conceito de recultivo.Lançamos um projeto em 3 hectares de terreno onde pretendemos restituir campos de soja para a sua condição florestal original para criar um Jardim Florestal de Mate, com o objetivo de restituir parte da biodiversidade da área.

A possibilidade da permacultura incluir florestas nativas para a secagem do Mate é uma tentativa de estabelecer uma melhor relação input-output na produção da Erva Mate, que até hoje depende do eucalípto como fonte de energia para a sua secagem. O eucalípto é muito prejudicial para o meio ambiente e está a destruir Community Supported Agriculture (CSA) na região, levando a um êxodo rural no sul do Brasil. Uma avaliação introdutória da pegada ecológica acerca da produção da Erva Mate é exposta pelo Dr. Prof. Dr. Philomena (Professor de Ecologia da Universidade da Georgia , USA e Fundador Membro da associação Mate no Brazil).

Semelhante ao conceito de permacultura, vamos deixar as espécies nativas crescer juntas com o Mate e isto irá proporcionar um ambiente adequado para restituir as árvores ameaçadas Guabiroba e Pitangeira, cujas madeiras aromáticas eram tradicionalmente usadas para secar o Mate. A longo prazo, os nossos objetivos passam por deixar umpresente às gerações futuras onde o homem e a natureza possam coexistir em harmonia.

Para executar o projeto e plantar as primeiras árvores, o ICMBio presenteou-nos com 40 pés de Araucaria que irão crescer e criar sombra sob a qual as árvores de Mate prosperaram.

Os nossos testes de reflorestação começaram em 2012 com o Sr. Ricardo Lorenz plantando os primeiros pés de Mate nas suas florestas. As Erveiras com um tamanho de folha maior, como exibido abaixo, têm uma grande capacidade anti-oxidante de acordo com os nossos estudos na Beuth University.

Anúncios